Cromagem

CROMAGEM / CROMAÇÃO é a aplicação de cromo (um metal de cor branca azulada e de grande resistência) pelo processo de eletrodeposição, normalmente pelo sistema de imersão, seguindo uma sequência de banhos eletrolíticos (com carga elétrica).

Ou seja, o cromo é a última etapa de um processo.

Fazemos este comentário, pois muitas pessoas chamam erroneamente de “cromação” qualquer deposição galvânica de metais, seja ele ouro, níquel, cobre etc., quando o correto é chamar de zincagem (conhecido popularmente como galvanização), niquelação, prateação, douração e outros.

Genericamente deve ser usado o termo galvanoplastia para definir qualquer processo de deposição de metais por eletrólise.

Inicialmente os metais a serem trabalhados na cromação necessitam de banhos químicos de reparação (decapagem), bastante fortes e agressivos, para retirar a cromação e metais de base desgastados ou apenas para preparar a peça em bruto.

Estes banhos são especiais e devem ser manipulados e mantidos em perfeito estado, através de um químico especializado em galvanoplastia.

O processo envolve substâncias químicas, que trabalham a quente e são nocivas a saúde e ao meio ambiente, e exigem o cumprimento de legislações ambientais para poderem ser usados legalmente.
Estas exigências incluem uma estação de tratamento de efluentes, ou seja, tratar os resíduos líquidos resultantes do processo, além do tratamento dos resíduos gasosos.